Entenda o que não seguir quando o assunto é a hospedagem de sites no mundo online

A evolução da tecnologia, se usada de maneira correta, tem feito maravilhas com esse mundo, não é mesmo? As pessoas, constantemente, têm buscado se integrar ao mundo online das formas que lhe são mais convenientes e satisfatórias. Hoje em dia, não são poucos os usuários da rede que tem seu próprio site ou blog. No entanto a busca por atualizações em relação ao meio deve manter-se regular. Aqui, vamos falar de hospedagem de sites e o que não é muito aconselhável no campo.
O termo está relacionado ao servidor que armazena e disponibiliza o conteúdo de determinado site na internet. Para quem tem intenção de abrir uma empresa, por exemplo, a criação de um site ou blog torna-se indispensável para a divulgação da marca e é aí que entra o serviço de hospedagem. Existem diversas empresas, como o UOL, WordPress e Blogger, que oferecem esse serviço gratuito. Apesar de serem plataformas muito eficientes e práticas não é uma dica aconselhável a seguir-se. Plataformas que oferecem o serviço de forma gratuita limitam o seu site aos serviços oferecidos por ela e, as vezes, as modificações desejáveis podem ser inviáveis. Além disso, o seu domínio é sua marca, empresas gratuitas sempre irão inserir a marca delas no seu endereço online, o que pode dar uma impressão amadora para o seu site. Um endereço próprio faz muita diferença quando o assunto é credibilidade.
Outra razão para não usar o serviço gratuito é que com ele as técnicas de Search Engine Optimization (SEO), conhecido, em português, como Otimização de Sites ou Otimização para Buscas, são mais difíceis de serem aplicadas. Os links externos que seu site receber darão autoridade para esse outro serviço, e não para o da sua própria empresa, já que o seu site será apenas um subdomínio dentro do serviço gratuito que você está usando.
Um erro comum para quem quer prosperar nos negócios é não se preocupar com o IP compartilhado do site. Para quem está começando, um endereço de IP compartilhado é financeiramente mais vantajoso, no entanto, os benefício restringem-se, basicamente, à isso. Quando você compartilha um IP, você precisa dividi-lo com “vizinhos desconhecidos”, dos quais não conhece a procedência.
Isso pode interferir nas indicações de qualidade do seu site. O grande problema é que, por compartilhar um mesmo endereço de IP, os mecanismos de busca podem fazer associações do seu site com os outros do mesmo endereço, e se o seu site dividir a mesma hospedagem com outros não muito bons, seu índice de qualidade cairá. Por isso, é sempre bom ficar de olho na vizinhança.
E para quem está atrás de uma empresa hospede seu site de forma “ilimitada” é preciso ficar atento, pois isso não existe. Pelo menos não no sentido de ser “infinita”, como sugere o termo. Quando uma empresa oferece um serviço de armazenamento e disponibilidade de conteúdo com espaço em disco ilimitado, ela está referindo-se a um espaço não definido de armazenamento, mas isso não significa que você tem todo o espaço do mundo para inserir arquivos.
É essencial ser cauteloso, certamente, nem tudo são “flores”. A maioria das dicas vantajosas de qualquer serviço possui seus “contras”. Basta ler, pesquisar fontes variadas e atualizar-se que tudo fica mais claro.

Pedro Brandi

Empresário, formado em Análise de Sitemas e Admirador da TI aplicada ao Marketing Digital.